Loading...
Loading...
Loading...
Loading...

UBE

Loading...
Loading...

Rosas pra você

Loading...

online

Loading...

ELE É...O MEU DEUS DO IMPOSSÍVEL...

Loading...

domingo, 31 de julho de 2011

EZEQUIEL 45



1 Demais, quando repartirdes a terra por sortes em herança, separareis uma oferta para o Senhor, uma santa porção da terra; o seu comprimento será de vinte e cinco mil canas, e a largura de dez mil. Esta será santa em todo o seu termo ao redor.
2 Desta porção o santuário ocupará quinhentas canas de comprimento, e quinhentas de largura, em quadrado, e terá em redor um espaço vazio de cinqüenta côvados.
3 Desta área santa medirás um comprimento de vinte e cinco mil côvados, e uma largura de dez mil; e ali será o santuário, que é santíssimo.
4 É ela uma porção santa da terra; será para os sacerdotes, ministros do santuário, que se aproximam do Senhor para o servir; e lhes servirá de lugar para suas casas, e de lugar santo para o santuário.
5 Também os levitas, ministros da casa, terão vinte e cinco mil canas de comprimento, e dez mil de largura, para possessão sua, para vinte câmaras.
6 E para possessão da cidade, de largura dareis cinco mil canas, e de comprimento vinte e cinco mil, ao lado da área santa; o que será para toda a casa de Israel.
7 O príncipe, porém, terá a sua parte deste lado e do outro da área santa e da possessão da cidade, defronte da área santa e defronte da possessão da cidade, tanto ao lado ocidental, como ao lado oriental; e de comprimento corresponderá a uma das porções, desde o termo ocidental até o termo oriental.
8 E esta terra será a sua possessão em Israel; e os meus príncipes não oprimirão mais o meu povo; mas distribuirão a terra pela casa de Israel, conforme as suas tribos.
9 Assim diz o Senhor Deus: Baste-vos, ó príncipes de Israel; afastai a violência e a opressão e praticai a retidão e a justiça; aliviai o meu povo das vossas imposições, diz o Senhor Deus.
10 Tereis balanças justas, efa justa, e bato justo.
11 A efa e o bato serão duma mesma medida, de maneira que o bato contenha a décima parte do hômer, e a efa a décima parte do hômer; o hômer será a medida padrão.
12 E o siclo será de vinte jeiras; cinco siclos serão cinco siclos, e dez siclos serão dez; a vossa mina será de cinqüenta siclos.
13 Esta será a oferta que haveis de fazer: a sexta parte duma efa de cada hômer de trigo; também dareis a sexta parte duma efa de cada hômer de cevada;
14 quanto à porção fixa do azeite, de cada bato de azeite oferecereis a décima parte do bato tirado dum coro, que é dez batos, a saber, um hômer; pois dez batos fazem um hômer;
15 e um cordeiro do rebanho, de cada duzentos, de todas as famílias de Israel, para oferta de cereais, e para holocausto, e para oferta pacífica, para que façam expiação por eles, diz o Senhor Deus.
16 Todo o povo da terra fará esta contribuição ao príncipe de Israel.
17 Tocará ao príncipe dar os holocaustos, as ofertas de cereais e as libações, nas festas, nas luas novas e nos sábados, em todas as festas fixas da casa de Israel. Ele proverá a oferta pelo pecado, a oferta de cereais, o holocausto e as ofertas pacíficas, para fazer expiação pela casa de Israel.
18 Assim diz o Senhor Deus: No primeiro mês, no primeiro dia do mês, tomarás um bezerro sem mancha, e purificarás o santuário.
19 O sacerdote tomará do sangue da oferta pelo pecado, e pô-lo- á nas ombreiras da casa, e nos quatro cantos da saliência do altar e nas ombreiras da porta do átrio interior.
20 Assim também farás no sétimo dia do mês, pelos errados e pelos insensatos; assim fareis expiação pelo templo.
21 No primeiro mês, no dia catorze de mês, tereis a páscoa, uma festa de sete dias; pão ázimo se comerá.
22 E no mesmo dia o príncipe proverá, por si e por todo o povo da terra, um novilho como oferta pelo pecado.
23 E nos sete dias da festa proverá um holocausto ao Senhor, de sete novilhos e sete carneiros sem mancha, cada dia durante os sete dias; e um bode cada dia como oferta pelo pecado.
24 Também proverá uma oferta de cereais, uma efa para cada novilho, e uma efa para cada carneiro, e um him de azeite para cada efa.
25 No sétimo mês, no dia quinze do mês, na festa, fará o mesmo por sete dias, segundo a oferta pelo pecado, segundo o holocausto, segundo a oferta de cereais, e segundo o azeite.

MATEUS 15


1 Então chegaram a Jesus uns fariseus e escribas vindos de Jerusalém, e lhe perguntaram:
2 Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? pois não lavam as mãos, quando comem.
3 Ele, porém, respondendo, disse-lhes: E vós, por que transgredis o mandamento de Deus por causa da vossa tradição?
4 Pois Deus ordenou: Honra a teu pai e a tua mãe; e, Quem maldisser a seu pai ou a sua mãe, certamente morrerá.
5 Mas vós dizeis: Qualquer que disser a seu pai ou a sua mãe: O que poderias aproveitar de mim é oferta ao Senhor; esse de modo algum terá de honrar a seu pai.
6 E assim por causa da vossa tradição invalidastes a palavra de Deus.
7 Hipócritas! bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo:
8 Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim.
9 Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homem.
10 E, clamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei:
11 Não é o que entra pela boca que contamina o homem; mas o que sai da boca, isso é o que o contamina.
12 Então os discípulos, aproximando-se dele, perguntaram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram?
13 Respondeu-lhes ele: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada.
14 Deixai-os; são guias cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão no barranco.
15 E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola.
16 Respondeu Jesus: Estai vós também ainda sem entender?
17 Não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce pelo ventre, e é lançado fora?
18 Mas o que sai da boca procede do coração; e é isso o que contamina o homem.
19 Porque do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.
20 São estas as coisas que contaminam o homem; mas o comer sem lavar as mãos, isso não o contamina....
Hoje,quando acordei,pedi a Deus uma palavra sobre tudo que está acontecendo comigo...então ELE falou comigo através dessa.
Obrigado Pai,entendi sua resposta.

sábado, 30 de julho de 2011

EZEQUIEL 44


1 Então me fez voltar para o caminho da porta exterior do santuário, a qual olha para o oriente; e ela estava fechada.
2 E disse-me o Senhor: Esta porta ficará fechada, não se abrirá, nem entrará por ela homem algum; porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso ficará fechada.
3 Somente o príncipe se assentará ali, para comer pão diante do Senhor; pelo caminho do vestíbulo da porta entrará, e por esse mesmo caminho sairá,
4 Então me levou pelo caminho da porta do norte, diante do templo; e olhei, e eis que a glória do Senhor encheu o templo do Senhor; pelo que caí com o rosto em terra.
5 Então me disse o Senhor: Filho do homem, nota bem, vê com os teus olhos, e ouve com os teus ouvidos, tudo quanto eu te disser a respeito de todas as ordenanças do templo do Senhor, e de todas as suas leis; e considera no teu coração a entrada do templo, com todas as saídas do santuário.
6 E dirás aos rebeldes, à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Bastem-vos todas as vossas abominações, ó casa de Israel!
7 Porquanto introduzistes estrangeiros, incircuncisos de coração e incircuncisos de carne, para estarem no meu santuário, para o profanarem, quando ofereceis o meu pão, a gordura, e o sangue; e vós quebrastes o meu pacto, além de todas as vossas abominações.
8 E não guardastes a ordenança a respeito das minhas coisas sagradas; antes constituístes, ao vosso prazer, guardas da minha ordenança no tocante ao meu santuário.
9 Assim diz o Senhor Deus: Nenhum estrangeiro, incircunciso de coração e carne, de todos os estrangeiros que se acharem no meio dos filhos de Israel, entrará no meu santuário.
10 Mas os levitas que se apartaram para longe de mim, desviando-se de mim após os seus ídolos, quando Israel andava errado, levarão sobre si a sua punição.
11 Contudo serão ministros no meu santuário, tendo ao seu cargo a guarda das portas do templo, e ministrando no templo. Eles imolarão o holocausto, e o sacrifício para o povo, e estarão perante ele, para o servir.
12 Porque lhes ministraram diante dos seus ídolos, e serviram à casa de Israel de tropeço de iniqüidade; por isso eu levantei a minha mão contra eles, diz o Senhor Deus, e eles levarão sobre si a sua punição.
13 E não se chegarão a mim, para me servirem no sacerdócio, nem se chegarão a nenhuma de todas as minhas coisas sagradas, às coisas que são santíssimas; mas levarão sobre si a sua vergonha e as suas abominações que cometeram.
14 Contudo, eu os constituirei guardas da ordenança no tocante ao templo, em todo o serviço dele, e em tudo o que nele se fizer.
15 Mas os sacerdotes levíticos, os filhos de Zadoque, que guardaram a ordenança a respeito do meu santuário, quando os filhos de Israel se extraviaram de mim, eles se chegarão a mim, para me servirem; e estarão diante de mim, para me oferecerem a gordura e o sangue, diz o Senhor Deus;
16 eles entrarão no meu santuário, e se chegarão à minha mesa, para me servirem, e guardarão a minha ordenança.
17 Quando entrarem pelas portas do átrio interior, estarão vestidos de vestes de linho; e não se porá lã sobre eles, quando servirem nas portas do átrio interior, e dentro da casa.
18 Coifas de linho terão sobre as suas cabeças, e calções de linho sobre os seus lombos; não se cingirão de coisa alguma que produza suor.
19 E quando saírem ao átrio exterior, a ter com o povo, despirão as suas vestes em que houverem ministrado, pô-las-ão nas santas câmaras, e se vestirão de outras vestes, para que com as suas vestes não transmitam a santidade ao povo.
20 Não raparão a cabeça, nem deixarão crescer o cabelo; tão somente tosquiarão as cabeças.
21 Nenhum sacerdote beberá vinho quando entrar no átrio interior.
22 Não se casarão nem com viúva, nem com repudiada; mas tomarão virgens da linhagem da casa de Israel, ou viúva que for viúva de sacerdote.
23 E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano, e o farão discernir entre o impuro e o puro.
24 No caso de uma controvérsia, assistirão a ela para a julgarem; pelos meus juízos a julgarão. E observarão as minhas leis e os meus estatutos em todas as minhas festas fixas, e santificarão os meus sábados.
25 Eles não se contaminarão, aproximando-se de um morto; todavia por pai ou mãe, por filho ou filha, por irmão, ou por irmã que não tiver marido, se poderão contaminar.
26 Depois de ser ele purificado, contar-se-lhe-ão sete dias.
27 E, no dia em que ele entrar no lugar santo, no átrio interior, para ministrar no lugar santo, oferecerá a sua oferta pelo pecado, diz o Senhor Deus.
28 Eles terão uma herança; eu serei a sua herança. Não lhes dareis, portanto, possessão em Israel; eu sou a sua possessão.
29 Eles comerão a oferta de cereais a oferta pelo pecado, e a oferta pela culpa; e toda coisa consagrada em Israel será deles.
30 Igualmente as primícias de todos os primeiros frutos de tudo, e toda oblação de tudo, de todas as vossas oblações, serão para os sacerdotes; também as primeiras das vossas massas dareis ao sacerdote, para fazer repousar uma bênção sobre a vossa casa.
31 Os sacerdotes não comerão de coisa alguma que tenha morrido de si mesma ou que tenha sido despedaçada, seja de aves, seja de animais.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

EZEQUIEL 43



1 Então me levou à porta, à porta que dá para o oriente.
2 E eis que a glória do Deus de Israel vinha do caminho do oriente; e a sua voz era como a voz de muitas águas, e a terra resplandecia com a glória dele.
3 E a aparência da visão que tive era como a da visão que eu tivera quando ele veio destruir a cidade; eram as visões como a que tive junto ao rio Quebar; e caí com o rosto em terra.
4 E a glória do Senhor entrou no templo pelo caminho da porta oriental.
5 E levantou-me o Espírito, e me levou ao átrio interior; e eis que a glória do Senhor encheu o templo.
6 Então ouvi uma voz que me foi direita de dentro do templo; e um homem se achava de pé junto de mim.
7 E disse-me: Filho do homem, este é o lugar do meu trono, e o lugar das plantas dos meus pés, onde habitarei no meio dos filhos de Israel para sempre; e os da casa de Israel não contaminarão mais o meu nome santo, nem eles nem os seus reis, com as suas prostituições e com os cadáveres dos seus reis, nos seus altos,
8 pondo o seu limiar ao pé do meu limiar, e os seus umbrais junto aos meus umbrais, e havendo apenas um muro entre mim e eles. Contaminaram o meu santo nome com as abominações que têm cometido; por isso eu os consumi na minha ira.
9 Agora lancem eles para longe de mim a sua prostituição e os cadáveres dos seus reis; e habitarei no meio deles para sempre.
10 Tu pois, ó filho do homem, mostra aos da casa de Israel o templo, para que se envergonhem das suas iniqüidades; e meçam o modelo.
11 E se eles se envergonharem de tudo quanto têm feito, faze-lhes saber a forma desta casa, a sua figura, as suas saídas e as suas entradas, e todas as suas formas; todas as suas ordenanças e todas as suas leis; escreve isto à vista deles, para que guardem toda a sua forma, e todas as suas ordenanças e as cumpram.
12 Esta é a lei do templo: Sobre o cume do monte todo o seu contorno em redor será santíssimo. Eis que essa é a lei do templo.
13 São estas as medidas do altar em côvados (o côvado é um côvado e um palmo): a parte inferior será de um côvado de altura e um côvado de largura, e a sua borda, junto a sua extremidade ao redor, de um palmo; e esta será a base do altar.
14 E do fundo, desde o chão até a saliência de baixo, será de dois côvados, e de largura um côvado; e desde a pequena saliência até a saliência grande será de quatro côvados, e a largura de um côvado.
15 E o altar superior será de quatro côvados; e da lareira do altar para cima se levantarão quatro pontas.
16 E a lareira do altar terá doze côvados de comprimento, e doze de largura, quadrado nos quatro lados.
17 E a saliência terá catorze côvados de comprimento e catorze de largura, nos seus quatro lados; e a borda, ao redor dela, será de meio côvado; e o fundo dela será de um côvado, ao redor; e os seus degraus darão para o oriente.
18 E disse-me: Filho do homem, assim diz o Senhor Deus: São estas as ordenanças para o altar, no dia em que o fizerem, para oferecerem sobre ele holocausto e para espargirem sobre ele sangue.
19 Aos sacerdotes levitas que são da linhagem de Zadoque, os quais se chegam a mim para me servirem, diz o Senhor Deus, darás um bezerro para oferta pelo pecado.
20 E tomarás do seu sangue, e o porás sobre as quatro pontas do altar, sobre os quatro cantos da saliência e sobre a borda ao redor; assim o purificarás e os expiarás.
21 Então tomarás o novilho da oferta pelo pecado, o qual será queimado no lugar da casa para isso ordenado, fora do santuário.
22 E no segundo dia oferecerás um bode, sem mancha, para oferta pelo pecado; e purificarão o altar, como o purificaram com o novilho.
23 Quando acabares de o purificar, oferecerás um bezerro, sem mancha, e um carneiro do rebanho, sem mancha.
24 Trá-los-ás, pois, perante o Senhor; e os sacerdotes deitarão sal sobre eles, e os oferecerão em holocausto ao Senhor.
25 Durante sete dias prepararás cada dia um bode como oferta pelo pecado; também prepararão eles um bezerro, e um carneiro do rebanho, sem mancha.
26 Por sete dias expiarão o altar, e o purificarão; assim o consagrarão.
27 E, cumprindo eles estes dias, será que, ao oitavo dia, e dali em diante, os sacerdotes oferecerão sobre o altar os vossos holocaustos e as vossas ofertas pacíficas; e vos aceitarei, diz o Senhor Deus.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

EZEQUIEL 42



1 Depois disto fez-me sair para fora, ao átrio exterior, que dá para o norte; e me levou às câmaras que estavam defronte do largo vazio, e que estavam defronte do edifício, do lado do norte.
2 Do comprimento de cem côvados era esse edifício, e da largura de cinqüenta côvados.
3 Em frente dos vinte côvados, que tinha o átrio interior, e em frente do pavimento que tinha o átrio exterior, havia galeria contra galeria em três andares.
4 E diante das câmaras havia um passeio que dava para o átrio interior, e que tinha dez côvados de largura e cem côvados de comprimento; e as suas portas davam para o norte.
5 Ora, as câmaras superiores eram mais estreitas; porque as galerias tomavam destas mais espaço do que das de baixo e das do meio do edifício.
6 Porque elas eram de três andares e não tinham colunas como as colunas dos átrios; por isso desde o chão se iam estreitando mais do que as de baixo e as do meio.
7 No lado de fora, em paralelo às câmaras e defronte delas no caminho do átrio exterior, havia um muro que tinha cinqüenta côvados de comprimento.
8 Pois o comprimento da série de câmaras que estavam no átrio exterior era de cinqüenta côvados, enquanto o da série que estava defronte do templo era de cem côvados.
9 Por debaixo destas câmaras estava a entrada do lado do oriente, para quem entra nelas do átrio exterior.
10 Na grossura do muro do átrio que dava para o oriente, diante do lugar separado, e diante do edifício, havia também câmaras,
11 com um caminho diante delas, que eram da mesma feição das câmaras que davam para o norte, sendo do mesmo comprimento, e da mesma largura, com as mesmas saídas, disposições e portas.
12 E conforme eram as portas das câmaras que davam para o sul, era também a porta no topo do caminho, isto é, do caminho bem em frente do muro à direita para quem entra.
13 Então me disse: As câmaras do norte, e as câmaras do sul, que estão diante do lugar separado, são câmaras santas, em que os sacerdotes que se chegam ao Senhor comerão as coisas santíssimas. Ali porão as coisas santíssimas, as ofertas de cereais, as ofertas pelo pecado, e as ofertas pela culpa; porque o lugar é santo.
14 Quando os sacerdotes entrarem, não sairão do santuário para o átrio exterior, mas porão ali as suas vestiduras em que ministram, porque elas são santas; e vestir-se-ão doutras vestiduras, e assim se aproximarão do lugar pertencente ao povo.
15 Tendo ele acabado de medir o templo interior, fez-me sair pelo caminho da porta oriental; e o mediu em redor.
16 Mediu o lado oriental com a cana de medir, quinhentas canas de largura.
17 Mediu o lado do norte, quinhentas canas, com a cana de medir.
18 Mediu também o lado do sul, quinhentas canas, com a cana de medir.
19 Deu uma volta para o lado do ocidente, e mediu quinhentas canas, com a cana de medir.
20 Mediu-o pelos quatro lados. Havia um muro em redor, de quinhentas canas de comprimento, e quinhentas de largura, para fazer separação entre o santo e o profano.

“Foram estes os caminhos indicados por DEUS”?

 
"E pôs-se Salomão diante do altar do SENHOR, na presença de toda a congregação de Israel; e estendeu as suas mãos para os céus, E disse: Ó SENHOR Deus de Israel, não há Deus como tu, em cima nos céus nem em baixo na terra; que guardas a aliança e a beneficência a teus servos que andam com todo o seu coração diante de ti..." I Reis 8:22,23

Chegou o grande dia para o povo e o rei. O Templo foi concluído e agora é o momento da inauguração. É momento de louvor e adoração. O Rei Salomão reúne o povo no Templo e ora com as mãos para o alto.

Quem hoje ainda aceita o céu como um lugar geográfico onde mora DEUS? 

Quem ainda hoje acredita numa idéia tão antiga do mundo como se este fosse um edifício? 

O conhecimento atual sobre o universo, os planetas, o sol, a terra, o espaço sideral, não invalida a confissão de Fé contida nesta oração do Rei Salomão.

Por que não? 

Porque a medida que vamos desvendando o universo somos confrontados com a infinita grandeza da criação de DEUS. 

O povo de Israel, na época de Salomão, tinha uma idéia deturbada de mundo e que nele havia um espaço para DEUS.

Hoje as pessoas são desafiadas a responder onde DEUS está em sua vida, no mundo em que vivem. 

E se hoje temos dificuldades em responder onde DEUS está, então também precisamos perguntar como andamos diante de DEUS. 

Salomão reafirma em sua oração que DEUS é fiel a todo aquele que segue a vontade de DEUS. 

Nós, talvez, precisamos confessar que andamos de todo o coração em outras direções, em outros caminhos. Talvez, por isso, não estamos encontrando DEUS em nossa jornada..

DEUS faz a Sua parte. Nisso podemos confiar. Agora, será que nós fazemos a nossa parte?

Se a violência está aumentando em nossa cidade, se o desrespeito está tomando conta em nossa família e sociedade, se a mentira está em alta, se a desonestidade está virando virtude, então não vamos desabafar perguntando:

 “onde está DEUS que não enxerga toda esta desgraça”?

Será preciso, isto sim, perguntar: 

“foram estes os caminhos indicados por DEUS”? 

“Ou fomos nós que escolhemos estes caminhos”!

Pensemos Nisso! 

"Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte." Apocalipse 2:11

quarta-feira, 27 de julho de 2011

EZEQUIEL 41


1 Então me levou ao templo, e mediu as umbreiras, seis côvados de largura de uma banda, e seis côvados de largura da outra, que era a largura do tabernáculo.
2 E a largura da entrada era de dez côvados; e os lados da entrada, cinco côvados de uma banda e cinco côvados da outra; também mediu o seu comprimento, de quarenta côvados, e a largura, de vinte côvados.
3 E entrou dentro, e mediu cada umbral da entrada, dois côvados; e a entrada, seis côvados; e a largura da entrada, sete côvados.
4 Também mediu o seu comprimento, vinte côvados, e a largura, vinte côvados, diante do templo; e disse-me: Este é o lugar santíssimo.
5 Então mediu a parede do templo, seis côvados, e a largura de cada câmara lateral, quatro côvados, por todo o redor do templo.
6 E as câmaras laterais eram de três andares, câmara sobre câmara, e trinta em cada andar; e elas entravam na parede que tocava no templo para essas câmaras laterais em redor, para se susterem nela, porque não travavam da parede do templo.
7 Também as câmaras laterais aumentavam de largura de andar em andar, ao passo que se aprofundava a reentrância da parede de andar em andar em volta do templo; e havia ao lado do templo uma escadaria pela qual se subia do primeiro ao terceiro andar mediante o segundo.
8 Vi também que havia ao redor do templo um pavimento elevado; os fundamentos das câmaras laterais eram da medida de uma cana inteira, seis côvados grandes.
9 A grossura da parede exterior das câmaras laterais era de cinco côvados; e o que sobrava do pavimento fora das câmaras laterais, que estavam junto ao templo, também era de cinco côvados.
10 E por fora das câmaras havia um espaço livre de vinte côvados de largura em toda a volta do templo.
11 E as entradas das câmaras laterais estavam voltadas para a parte do pavimento que sobrava, uma entrada para o lado do norte, e outra entrada para o do sul; e a largura desta parte do pavimento era de cinco côvados em redor.
12 Era também o edifício que estava diante do lugar separado, ao lado que olha para o ocidente, da largura de setenta côvados; e a parede do edifício era de cinco côvados de largura em redor, e o seu comprimento de noventa côvados.
13 Assim mediu o templo, do comprimento de cem côvados, como também o lugar separado, e o edifício, e as suas paredes, cem côvados de comprimento.
14 E a largura da dianteira do templo, e do lugar separado que olha para o oriente, cem côvados.
15 Também mediu o comprimento do edifício, diante do lugar separado, que estava por detrás, e as suas galerias de um e de outro lado, cem côvados. A nave do templo, a câmara interior, e o vestíbulo do átrio eram forrados;
16 e os três tinham janelas gradeadas. As galerias em redor nos três andares, defronte do limiar, eram forradas de madeira em redor, e isto desde o chão até as janelas (ora as janelas estavam cobertas),
17 até o espaço em cima da porta para a câmara interior, por dentro e por fora. E em todas as paredes em redor, por dentro e por fora, tudo por medida.
18 havia querubins e palmeiras de entalhe; e havia uma palmeira entre querubim e querubim; e cada querubim tinha dois rostos,
19 de modo que o rosto de homem olhava para a palmeira de um lado, e o rosto de leão novo para a palmeira do outro lado; assim era pela casa toda em redor.
20 Desde o chão até acima da entrada estavam entalhados querubins e palmeiras, como também pela parede do templo.
21 As ombreiras das portas do templo eram quadradas; e diante do santuário havia uma coisa semelhante
22 a um altar de madeira, de três côvados de altura, e o seu comprimento era de dois côvados; os seus cantos, o seu fundamento e as suas paredes eram de madeira; e disse-me: Esta é a mesa que está perante a face do Senhor.
23 Ora, a nave e o santuário ambos tinham portas duplas.
24 As portas tinham cada uma duas folhas que viravam, duas para uma porta, e duas para a outra.
25 E havia nas portas da nave querubins e palmeiras de entalhe, como os que estavam nas paredes; e havia um grande toldo de madeira diante do vestíbulo por fora.
26 Também havia janelas fechadas e palmeiras, de uma e de outra banda, pelos lados do vestíbulo.
 
"mas, assim como fomos aprovados por Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações" I Tessalonicenses 2:4.

O porteiro, na estação ferroviária, exigia que todos apresentassem seus bilhetes antes de atravessar o portão em direção ao trem.
 
Alguns não conseguiam encontrar prontamente seus bilhetes e murmuravam e diziam palavrões. 

Uma pessoa, que assistia a cena, dirigiu-se ao porteiro dizendo:
 
"Parece que você não é muito popular por aqui".
 
O porteiro, dirigindo seu olhar para cima, em direção ao escritório do superintendente, falou:
 
"Eu não me importo em ser popular e agradar a toda a multidão. Eu tenho que obedecer ao meu superior." 

Muitas vezes perdemos a bênção de Deus porque estamos preocupados em agradar ao mundo.
 
Queremos nos adaptar ao ambiente em que vivemos em vez de transformá-lo, quando este não agrada a Deus. De que adianta eu ser "popular" e andar longe dos caminhos do Senhor?
 
O que o mundo pode me oferecer em relação à eternidade?
 
Que benefício haverá nessa popularidade?

Como o porteiro daquela estação, que compreendia que o melhor era obedecer ao seu superior, precisamos compreender que o melhor para nossas vidas espirituais é obedecer ao nosso Superior.
 
Ele sabe o que é melhor para nós e, seguindo a Sua vontade, sempre desfrutaremos das ricas bênçãos celestiais.

O que diz a Palavra de Deus sobre sermos afligidos por causa de nossa fé?
 
"Bem-aventurados sois..." (Mateus 5:11; João 13:17; I Pedro 3:14; I Pedro 4:14) E nos diz também: "Tende bom ânimo..." (II Cronicas 32:7; Mateus 14:27; Marcos 6:50; João 16:33; Atos 27:25)

Não há nada melhor do que agradar a Deus, ser popular nos Céus.
 
Assim poderemos brilhar no meio das trevas.
 
É a melhor maneira de sermos verdadeiramente felizes.
 
Dessa maneira ajudaremos a muitos que estão perdidos a encontrar o caminho da vida eterna.
 
Paulo Barbosa

SOCORRO.

Sou uma nova convertida,estou buscando,tentando aprender,procurando entendimento sobre todas as coisas no mundo espiritual,sobre o meu Pai,sei que é muito difícil chegar ao pleno entendimento,acho mesmo que ninguém consegue,só quando for para a glória como chamamos.
Nestes meus 2 anos e meio de conversão,tenho notado que muitos crentes agem igual ou as vezes até pior que pessoas do mundo,como denominamos os não convertidos.Percebo que o foco da grande maioria não é conhecer,amar ou buscar Jesus, mas sim, estão em busca de objetivos,benefícios,que basicamente se resume em riqueza,bens materiais,um carro novo,uma casa,realização de uma sonho,uma vida com muito dinheiro para fazer grandes viagens,enfim,ficar rico.Em função destes objetivos acabam machucando pessoas,seus irmão,amigos e parentes.
Muitos deles acham que levam a bíblia ao pé da letra mas interpretam da forma mais conveniente para si próprio.
Outros lêem mas não sabem interpretar,como por exemplo:A Bíblia fala em deixar a casa de seus pais e viver com seu cônjuge uma só carne,mas não fala em abandonar seus pais,em deixar seus pais sozinhos mesmo sabendo que estão doentes,sofrendo; só procuraram quando for conveniente,quando necessitam de algo,geralmente este algo é dinheiro;fala também que o homem é o provedor do lar não a mulher.Claro que nos dias de hoje a responsabilidade acabou sendo de igualdade,mas não a mulher sustentar o lar sozinha.Também fala que devem amor e respeito um ao outro(respeito:Apreço, consideração, deferência, obediência, submissão).3
.
Na bíblia está muito claro,devemos honrar(prezar) pai e mãe,também fala do cuidado com as viúvas,ou mulheres que foram abandonadas pelo marido.

Não me arrependo de forma alguma da opção que fiz:Entregar minha vida a Jesus,mas sinto necessidade de declarar que fico confusa quando percebo o comportamento de "velhos" convertidos.Principalmente quando estou triste,chorando,pessoas que sabem disso,no lugar de vir me dar um abraço ou pelo menos um telefonema,se afastam,agindo como se eu merecesse aquela situação,como se eles é quem decidem que tenho que ficar só para Deus me curar,como um castigo.
Estou buscando a cada dia,mas o que leio na bíblia não condiz com as atitudes de muitos crentes que são muito próximos de mim.
O que percebo é a falta de discernimento da Palavra.
Já sofri muita solidão e dores,desprezo e até humilhação por conta desta falta de discernimento dos meu "irmãos em Cristo"
Não é auto piedade,mas um desabafo porque mesmo estando toda machucada Deus já me usa para acalentar corações como o meu,são pessoas que nunca tinha visto antes,imagina se fosse alguém que conhecesse?alguém muito próximo?Jamais deixaria ficar sem meu abraço pelo menos,porque a dor,essa vai existir até sermos curados mas com um abraço de quem amamos ela se torna menos dolorida.
Não quero usar o fato de ser nova em Cristo como uma desculpa para justificar também meus erros,que com certeza os cometo,mas sim desabafar que muitas vezes quando procuro ajuda de "irmãos",fico mais confusa e mais triste ainda por sua falta de compaixão para com a dor alheia.Sei que o que já aprendi não é nada comparado a grandiosidade do nosso Deus.Sei que tenho errado muito,muitas vezes por falta de entendimento,entendimento este que procuro em pessoas de meu convívio que considero aptas a me orientar,pelo tempo de conversão,mas que muitas vezes me passam uma sensação de culpa,de que estou fazendo tudo errado,de que sou toda errada.
A cada dia estou sendo curada,eu sinto isso,procuro agir de uma forma que a cada dia possa ser mais um passo para a minha santificação,mas fica aqui o meu grito de socorro.
PRECISO DE AJUDA PARA ENTENDER PORQUE TENHO QUE FICAR TÃO ISOLADA E SER TÃO DESPREZADA  ENQUANTO BUSCO CONHECER MELHOR O TODO PODEROSO QUE ME CRIOU E PELO QUE DIZ A PALAVRA,ME AMA,QUER SEMPRE O MELHOR PARA MIM.
SEI QUE COM CERTEZA NÃO QUER QUE EU FIQUE SÓ,SEM APOIO,SOFRENDO DORES E DECEPÇÕES E ABANDONO ENQUANTO ESTOU BUSCANDO ME APROXIMAR MAIS DELE.
IRMÃOS,VAMOS NOS UNIR,VAMOS NOS AMAR COMO A SI MESMO,APRENDER A PERDOAR,AJUDAR QUEM ACABOU DE CHEGAR E ESTÁ TODO MACHUCADO COMO VOCÊ ESTAVA,QUANDO CHEGOU AQUI,VAMOS NOS AMAR APESAR DE NOSSOS DEFEITOS POIS TODOS ESTAMOS EM TRATAMENTO,VAMOS AJUDAR A CARREGAR O FARDO UM DO OUTRO,VAMOS PROCURAR NÃO NOS APROVEITAR DO NOSSO PRÓXIMO EM BENEFICIO PRÓPRIO,VAMOS VIVER DE UMA FORMA QUE AGRADE AO NOSSO PAI?VAMOS DAR BONS TESTEMUNHOS COM NOSSAS ATITUDES PARA QUE POSSAMOS GANHAR MAIS E MAIS VIDAS PARA NOSSO PAI?
VAMOS SER IMAGEM E SEMELHANÇA DELE?
QUE DEUS NOS CURE,SALVE,RESTAURE,CAPACITE E NOS ABENÇOE EM NOME DE JESUS.         

terça-feira, 26 de julho de 2011

EZEQUIEL 40



1 No ano vinte e cinco do nosso cativeiro, no princípio do ano, no décimo dia do mês, no ano catorze depois que a cidade foi conquistada, naquele mesmo dia veio sobre mim a mão do Senhor,
2 e em visões de Deus me levou à terra de Israel, e me pôs sobre um monte muito alto, sobre o qual havia como que um edifício de cidade para a banda do sul.
3 Levou-me, pois, para lá; e eis um homem cuja aparência era como a do bronze, tendo na mão um cordel de linho e uma cana de medir; e ele estava em pé na porta.
4 E disse-me o homem: Filho do homem, vê com os teus olhos, e ouve com os teus ouvidos, e põe no teu coração tudo quanto eu te fizer ver; porque, para to mostrar foste tu aqui trazido. Anuncia pois à casa de Israel tudo quanto vires.
5 E havia um muro ao redor da casa do lado de fora, e na mão do homem uma cana de medir de seis côvados de comprimento, tendo cada côvado um palmo a mais; e ele mediu a largura do edifício, era uma cana; e a altura, uma cana.
6 Então veio à porta que olhava para o oriente, e subiu pelos seus degraus; mediu o limiar da porta, era uma cana de largo, e o outro limiar, uma cana de largo.
7 E cada câmara tinha uma cana de comprido, e uma cana de largo; e o espaço entre as câmaras era de cinco côvados; e o limiar da porta, ao pé do vestíbulo da porta, em direção da casa, tinha uma cana.
8 Também mediu o vestíbulo da porta em direção da casa, uma cana.
9 Então mediu o vestíbulo da porta, e tinha oito côvados; e os seus pilares, dois côvados; e o vestíbulo da porta olha para a casa.
10 E as câmaras da porta para o lado do oriente eram três dum lado, e três do outro; a mesma medida era a das três; também os umbrais dum lado e do outro tinham a mesma medida.
11 Mediu mais a largura da entrada da porta, que era de dez côvados; e o comprimento da porta, treze côvados.
12 E a margem em frente das câmaras dum lado era de um côvado, e de um côvado a margem do outro lado; e cada câmara tinha seis côvados de um lado, e seis côvados do outro.
13 Então mediu a porta desde o telhado de uma câmara até o telhado da outra, era vinte e cinco côvados de largo, estando porta defronte de porta.
14 Mediu também o vestíbulo, vinte côvados; e em torno do vestíbulo da porta estava o átrio.
15 E, desde a dianteira da porta da entrada até a dianteira do vestíbulo da porta interior, havia cinqüenta côvados.
16 Havia também janelas de fechar nas câmaras e nos seus umbrais, dentro da porta ao redor, e da mesma sorte nos vestíbulos; e as janelas estavam à roda pela parte de dentro; e nos umbrais havia palmeiras.
17 Então ele me levou ao átrio exterior; e eis que havia câmaras e um pavimento feitos para o átrio em redor; trinta câmaras havia naquele pavimento.
18 E o pavimento, isto é, o pavimento inferior, corria junto às portas segundo o comprimento das portas.
19 A seguir ele mediu a largura desde a dianteira da porta inferior até a dianteira do átrio interior, por fora, cem côvados, tanto do oriente como do norte.
20 E, quanto à porta que olhava para o norte, no átrio exterior, ele mediu o seu comprimento e a sua largura.
21 As suas câmaras eram três dum lado, e três do outro; e os seus umbrais e os seus vestíbulos eram da medida da primeira porta: de cinqüenta côvados era o seu comprimento, e a largura de vinte e cinco côvados.
22 As suas janelas, e o seu vestíbulo, e as suas palmeiras eram da medida da porta que olhava para o oriente; e subia-se para ela por sete degraus; e o seu vestíbulo estava diante dela.
23 Havia uma porta do átrio interior defronte da outra porta tanto do norte como do oriente; e mediu de porta a porta cem côvados.
24 Então ele me levou ao caminho do sul; e eis que havia ali uma porta que olhava para o sul; e mediu os seus umbrais e o seu vestíbulo conforme estas medidas.
25 E havia também janelas em redor do seu vestíbulo, como as outras janelas; cinqüenta côvados era o comprimento, e a largura vinte e cinco côvados.
26 Subia-se a ela por sete degraus, e o seu vestíbulo era diante deles; e tinha palmeiras, uma de uma banda e outra da outra, nos seus umbrais.
27 Também havia uma porta para o átrio interior que olha para o sul; e mediu de porta a porta, para o sul, cem côvados.
28 Então me levou ao átrio interior pela porta do sul; e mediu a porta do sul conforme estas medidas.
29 E as suas câmaras, e os seus umbrais, e o seu vestíbulo eram conforme estas medidas; e nele havia janelas e no seu vestíbulo ao redor; o comprimento era de cinqüenta côvados, e a largura de vinte e cinco côvados.
30 Havia um vestíbulo em redor; o comprimento era de vinte e cinco côvados e a largura de cinco côvados.
31 O seu vestíbulo olhava para o átrio exterior; e havia palmeiras nos seus umbrais; e subia-se a ele por oito degraus.
32 Depois me levou ao átrio interior, que olha para o oriente; e mediu a porta conforme estas medidas;
33 e também as suas câmaras, e os seus umbrais, e o seu vestíbulo, conforme estas medidas; também nele havia janelas e no seu vestíbulo ao redor; o comprimento era de cinqüenta côvados, e a largura era de vinte e cinco côvados.
34 E o seu vestíbulo olhava para o átrio exterior; também havia palmeiras nos seus umbrais de uma e de outra banda; e subia-se a ele por oito degraus.
35 Então me levou à porta do norte; e mediu-a conforme estas medidas.
36 As suas câmaras, os seus umbrais, e o seu vestíbulo; também tinha janelas em redor; o comprimento era de cinqüenta côvados, e a largura de vinte e cinco côvados.
37 E os seus umbrais olhavam para o átrio exterior; também havia palmeiras nos seus umbrais de uma e de outra banda; e subia-se a ela por oito degraus.
38 Havia uma câmara com a sua entrada junto aos umbrais perto das portas; aí se lavava o holocausto.
39 E no vestíbulo da porta havia duas mesas de uma banda, e duas da outra, em que se haviam de imolar o holocausto e a oferta pelo pecado e a oferta pela culpa.
40 Também duma banda, do lado de fora, junto da subida para a entrada da porta que olha para o norte, havia duas mesas; e da outra banda do vestíbulo da porta, havia duas mesas.
41 Havia quatro mesas de uma, e quatro mesas da outra banda, junto à porta; oito mesas, sobre as quais imolavam os sacrifícios.
42 E havia para o holocausto quatro mesas de pedras lavradas, sendo o comprimento de um côvado e meio, a largura de um côvado e meio, e a altura de um côvado; e sobre elas se punham os instrumentos com que imolavam o holocausto e o sacrifício.
43 E ganchos, de um palmo de comprido, estavam fixos por dentro ao redor; e sobre as mesas estava a carne da oferta.
44 Fora da porta interior estavam as câmaras para os cantores, no átrio interior, que estava ao lado da porta do norte; e elas olhavam para o sul; uma estava ao lado da porta do oriente, e olhava para o norte.
45 E ele me disse: Esta câmara que olha para o sul é para os sacerdotes que têm a guarda do templo.
46 Mas a câmara que olha para o norte é para os sacerdotes que têm a guarda do altar, a saber, os filhos de Zadoque, os quais dentre os filhos de Levi se chegam ao Senhor para o servirem.
47 E mediu o átrio; o comprimento era de cem côvados e a largura de cem côvados, um quadrado; e o altar estava diante do templo.
48 Então me levou ao vestíbulo do templo, e mediu cada umbral do vestíbulo, cinco côvados de um lado e cinco côvados do outro; e a largura da porta era de três côvados de um lado, e de três côvados do outro.
49 O comprimento do vestíbulo era de vinte côvados, e a largura de doze côvados; e era por dez degraus que se subia a ele; e havia colunas junto aos umbrais, uma de um lado e outra do outro.

Mas com quem temos lutado?


"O SENHOR Deus é a minha força e fará os meus pés como os das cervas e me fará andar sobre as minhas alturas." Habacuque 3:19
Ao parar para assistir um filme com as crianças percebi que uma comunidade inteira lutava contra seu  "inimigo" há mais de 300 anos...
Uma "herança" de ódio que passou de geração para geração.
O "inimigo" também enfrentava a comunidade pra roubar comida, e com isso machucava as pessoas, destruía seus lares...
Violência sendo respondida com violência.
Até que uma criança descobriu que o "inimigo" na realidade era a vítima.
E decidiu mudar, provar para todos que o "inimigo" era "amigo".
Após muita briga por causa de uma tradição... descobriram o verdadeiro inimigo, mas não acreditaram que o "inimigo" também era amigo... e quando estavam derrotados o "inimigo" se uniu a luta da comunidade e conseguiram destruir  o verdadeiro inimigo .
Graça a uma decisão certa na hora certa... a paz prevaleceu na comunidade e ambos viveram juntos...
Muitas vezes acreditamos que nossos inimigos são os que nos atacam com maior frequência... e sem muita escolha, já partimos para o contra ataque.
Mas com quem temos lutado?
Com nosso inimigo ou com quem deveria ser nosso aliado?
Creia você se aliando a Deus encontrará a verdadeira vitória em sua vida.
Amigos de Deus

segunda-feira, 25 de julho de 2011

EZEQUIEL 39



1 Tu, pois, ó filho do homem, profetiza contra Gogue, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e Tubal;
2 e te farei virar e, conduzindo-te, far-te-ei subir do extremo norte, e te trarei aos montes de Israel.
3 Com um golpe tirarei da tua mão esquerda o teu arco, e farei cair da tua mão direita as tuas flechas.
4 Nos montes de Israel cairás, tu e todas as tuas tropas, e os povos que estão contigo; e às aves de rapina de toda espécie e aos animais do campo te darei, para que te devorem.
5 Sobre a face do campo cairás; porque eu falei, diz o Senhor Deus.
6 E enviarei um fogo sobre Magogue, e entre os que habitam seguros nas ilhas; e saberão que eu sou o Senhor.
7 E farei conhecido o meu santo nome no meio do meu povo Israel, e nunca mais deixarei profanar o meu santo nome; e as nações saberão que eu sou o Senhor, o Santo em Israel.
8 Eis que isso vem, e se cumprirá, diz o Senhor Deus; este é o dia de que tenho falado.
9 E os habitantes das cidades de Israel sairão, e com as armas acenderão o fogo, e queimarão os escudos e os paveses, os arcos e as flechas, os bastões de mão e as lanças; acenderão o fogo com tudo isso por sete anos;
10 e não trarão lenha do campo, nem a cortarão dos bosques, mas com as armas acenderão o fogo; e roubarão aos que os roubaram, e despojarão aos que os despojaram, diz o Senhor Deus.
11 Naquele dia, darei a Gogue como lugar de sepultura em Israel, o vale dos que passam ao oriente do mar, o qual fará parar os que por ele passarem; e ali sepultarão a Gogue, e a toda a sua multidão, e lhe chamarão o Vale de Hamom-Gogue.
12 E a casa de Israel levará sete meses em sepultá-los, para purificar a terra.
13 Sim, todo o povo da terra os enterrará; e isto lhes servirá de fama, no dia em que eu for glorificado, diz o Senhor Deus.
14 Separarão, pois, homens que incessantemente percorrerão a terra, para que sepultem os que tiverem ficado sobre a face da terra, para a purificarem. Depois de passados sete meses, farão a busca;
15 e quando percorrerem a terra, vendo alguém um osso de homem, levantar-lhe-á ao pé um sinal, até que os enterradores o enterrem no Vale de Hamom-Gogue.
16 E também o nome da cidade será Hamona. Assim purificarão a terra.
17 Tu, pois, ó filho do homem, assim diz o Senhor Deus: Dize às aves de toda espécie, e a todos os animais do campo: Ajuntai-vos e vinde; ajuntai-vos de todos os lados para o meu sacrifício, que eu sacrifico por vós, sacrifício grande sobre os montes de Israel, para comerdes carne e beberdes sangue.
18 Comereis as carnes dos poderosos e bebereis o sangue dos príncipes da terra, dos carneiros e dos cordeiros, dos bodes e dos novilhos, todos eles cevados em Basã.
19 Comereis da gordura até vos fartardes, e bebereis do sangue até vos embebedardes, da gordura e do sangue do sacrifício que vos estou preparando.
20 E à minha mesa vos fartareis de cavalos e de cavaleiros, de valentes e de todos os homens de guerra, diz o Senhor Deus.
21 Estabelecerei, pois, a minha glória entre as nações, e todas as nações verão o meu juízo, que eu tiver executado, e a minha mão, que sobre elas eu tiver descarregado.
22 E os da casa de Israel saberão desde aquele dia em diante, que eu sou o Senhor Deus.
23 E as nações saberão que os da casa de Israel, por causa da sua iniqüidade, foram levados em cativeiro; porque se houveram traiçoeiramente para comigo, e eu escondi deles o meu rosto; por isso os entreguei nas mãos de seus adversários, e todos caíram à espada.
24 Conforme a sua imundícia e conforme as suas transgressões me houve com eles, e escondi deles o meu rosto.
25 Portanto assim diz o Senhor Deus: Agora tornarei a trazer Jacó, e me compadecerei de toda a casa de Israel; terei zelo pelo meu santo nome.
26 E eles se esquecerão tanto do seu opróbrio, como de todas as suas infidelidades pelas quais transgrediram contra mim, quando eles habitarem seguros na sua terra, sem haver quem os amedronte;
27 quando eu os tornar a trazer de entre os povos, e os houver ajuntado das terras de seus inimigos, e for santificado neles aos olhos de muitas nações.
28 Então saberão que eu sou o Senhor seu Deus, vendo que eu os fiz ir em cativeiro entre as nações, e os tornei a ajuntar para a sua terra. Não deixarei lá nenhum deles;
29 nem lhes esconderei mais o meu rosto; pois derramei o meu Espírito sobre a casa de Israel, diz o Senhor Deus.

Jesus eu confio em ti.

"Toda a Palavra de Deus é pura;ele é escudo para os que confiam nele." Provérbios 30:5

Por que te confundes e te agitas diante dos problemas da vida?

Deixe que eu cuide de todas as tuas coisas e tudo será melhor.

Quando você se entregar a mim tudo se resolverá com tranqüilidade segundo meus designos.

Não te desespere não me dirija uma oração agitada como se quisesse exigir o cumprimento dos teus desejos.
Feche os olhos da alma e diga-me com calma:

Jesus eu confio em ti.

Evite preocupações e as angústias e os pensamentos sobre o que pode acontecer depois.

Não bagunce os meus planos querendo impor suas idéias.

Deixa-me ser Deus e atuar com liberdade.

Se abandone confiadamente em mim.

Repouse em mim e deixe em minhas mãos o teu futuro.

Diga-me freqüentemente:

Jesus eu confio em ti.

O que mais danos te causa são sua razões sua próprias idéias e você querer resolver as coisas a tua maneira.

Quando me disser:

Jesus eu confio em ti

Não seja como o paciente que pede ao médico que o cure porque lhe sugere o modo de fazer.

Deixe se levar em meus braços divinos não tenha medo

EU TE AMO.
Se acreditar que as coisas pioram ou se complicam apesar de tua oração siga confiando.

Feche os olhos da alma e confia.

Continue dizendo a toda hora:

Jesus eu confio em ti.

Necessito das mãos livres para fazer a minha obra.

Mesmo que a dor seja tão forte a ponto de derramar lágrimas dos seus olhos.

Estarei com você e com a sua família em todos os momentos.

Diga:

Jesus eu confio em ti.

Confia só em mim abandona-se em mim jogue todas as suas angústias e durma tranqüilo.

Diga-me sempre:

Jesus eu confio em ti

E verás acontecer grandes milagres.

Eu te prometo por meu amor.

Pois sempre esperarei por ti...

Nunca desistirei de ti...

Tu és meu Filho...

Tu és minha Filha...

E...... EU TE AMO

Não tenhas medo, me dê a sua mão...

(Jesus)

Desconheço o Autor

domingo, 24 de julho de 2011

EZEQUIEL 38



1 Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
2 Filho do homem, dirige o teu rosto para Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque e Tubal, e profetiza contra ele,
3 e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e Tubal;
4 e te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos eles vestidos de armadura completa, uma grande companhia, com pavês e com escudo, manejando todos a espada;
5 Pérsia, Cuche, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete;
6 Gomer, e todas as suas tropas; a casa de Togarma no extremo norte, e todas as suas tropas; sim, muitos povos contigo.
7 Prepara-te, sim, dispõe-te, tu e todas as tuas companhias que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda.
8 Depois de muitos dias serás visitado. Nos últimos anos virás à terra que é restaurada da guerra, e onde foi o povo congregado dentre muitos povos aos montes de Israel, que haviam estado desertos por longo tempo; mas aquela terra foi tirada dentre os povos, e todos os seus moradores estão agora seguros.
9 Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo.
10 Assim diz o Senhor Deus: Acontecerá naquele dia que terás altivos projetos no teu coração, e maquinarás um mau desígnio.
11 E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; irei contra os que estão em repouso, que habitam seguros, habitando todos eles sem muro, e sem ferrolho nem portas;
12 a fim de tomares o despojo, e de arrebatares a presa, e tornares a tua mão contra os lugares desertos que agora se acham habitados, e contra o povo que foi congregado dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra.
13 Sabá, e Dedã, e os mercadores de Társis, com todos os seus leões novos, te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste o teu bando para arrebatar a presa, para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear grande despojo?
14 Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor Deus: Acaso naquele dia, quando o meu povo Israel habitar seguro, não o saberás tu?
15 Virás, pois, do teu lugar, lá do extremo norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, uma grande companhia e um exército numeroso;
16 e subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias hei de trazer-te contra a minha terra, para que as nações me conheçam a mim, quando eu tiver vindicado a minha santidade em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos.
17 Assim diz o Senhor Deus: Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio de meus servos, os profetas de Israel, os quais naqueles dias profetizaram largos anos, que te traria contra eles?
18 Naquele dia, porém, quando vier Gogue contra a terra de Israel, diz o Senhor Deus, a minha indignação subirá às minhas narinas.
19 Pois no meu zelo, no ardor da minha ira falei: Certamente naquele dia haverá um grande tremor na terra de Israel;
20 de tal sorte que tremerão diante da minha face os peixes do mar, as aves do céu, os animais do campo, e todos os répteis que se arrastam sobre a terra, bem como todos os homens que estão sobre a face da terra; e os montes serão deitados abaixo, e os precipícios se desfarão, e todos os muros desabarão por terra.
21 E chamarei contra ele a espada sobre todos os meus montes, diz o Senhor Deus; a espada de cada um se voltará contra seu irmão.
22 Contenderei com ele também por meio da peste e do sangue; farei chover sobre ele e as suas tropas, e sobre os muitos povos que estão com ele, uma chuva inundante, grandes pedras de saraiva, fogo e enxofre.
23 Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me darei a conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o Senhor.

Tempo que não volta mais...

Sempre que vejo casais com um bebe,falo para curtirem o máximo cada segundo da vida de seu filho pois eu nunca pensei nisso quando tinha meu bebe,sempre preocupada com suas necessidades biológicas,físicas e mentais,preocupada em ensinar,educar,mostrar a ela que o mundo lá fora não era fácil,prepara-la para quando esse dia chegasse,para quando ela fosse lá pra fora,nunca parei para pensar que a cada segundo que passava este dia estava mais e mais próximo,esquecendo que era ali,naquele segundo que eu deveria abraça-la,beijá-la e dizer que a amava para sempre,não importava o que acontecesse nos próximos minutos.De repente,do nada,lá estava ela indo para uma outra cidade fazer a faculdade,lá estava ela indo embora,cuidar de sua vida,da vida que Deus preparou a ela,e eu,sem nada mais poder fazer,pois sabia que não poderia prende-la a minha saia,fiquei como expectadora,torcendo para que tudo acabasse bem,orando para Deus protege-la de perigos diversos.Mesmo com o coração apertado,tive que aceitar que ela havia crescido.O problema era a duvida:Será que ensinei,orientei como deveria?Será que fiz o papel de mãe como deveria?Será que amei como deveria?Será que dei bons exemplos com minhas atitudes,com minha maneira de viver,de resolver problemas e administrar um lar?SERÁ?
Depois de cinco anos,casou,continuei me sentindo uma mãe maior abandonada.
Agora,mais uma vez,pela vontade de Deus,vai continuar seguindo sua vida,Deus irá cumprir seus propósitos na vida dela,a única coisa que posso e devo fazer é orar,orar e orar para que Deus coloque não só um,mas um batalhão de anjos cuidando de sua vida e da vida de seu marido,orar para que Deus capacite os dois ,que dê sabedoria,discernimento e entendimento de o porque de cada segundo de suas vidas,orar para que Deus os sustente em todos segundos de indecisão,duvidas,saudades ou até temor.
Orar para que Deus os guarde em baixo de suas asas protegendo-os de todo e qualquer mal...é o que me sobrou, porque aquele tempo perdido ditando regras, no lugar de um abraço,dando castigo,no lugar de dizer o quanto me importava com ela,cortando mesada no lugar de dizer que a amava,aquele tempo não volta mais...não tive tempo para pensar que aquele tempo não voltaria mais,por isso sempre lembro cada pai e cada mãe que encontro...APROVEITA CADA SEGUNDO COM SEUS FILHOS,ABRACE,DE CARINHO,AME MUITO,NÃO DEIXEM SEUS MEDOS,SUAS INSEGURANÇAS IMPEDIR DE DEMONSTRAR O QUANTO SEU FILHO É IMPORTANTE PARA VOCÊ.O AMOR É O MAIOR BEM,O MAIOR ENSINAMENTO QUE PODEMOS DAR PARA NOSSO FILHOS,AME COMO NOSSO PAI NOS AMA,INCONDICIONALMENTE.
PAI,EU TE PEÇO SENHOR,CUIDA,CAPACITA,PROTEGE E ABENÇOA A VIDA DA MINHA FILHA E DE SEU MARIDO,A CADA SEGUNDO ESTEJA COM ELES PAI,EM NOME DE JESUS.    

sexta-feira, 22 de julho de 2011

EZEQUIEL 37



1 Veio sobre mim a mão do Senhor; e ele me levou no Espírito do Senhor, e me pôs no meio do vale que estava cheio de ossos;
2 e me fez andar ao redor deles. E eis que eram muito numerosos sobre a face do vale; e eis que estavam sequíssimos.
3 Ele me perguntou: Filho do homem, poderão viver estes ossos? Respondi: Senhor Deus, tu o sabes.
4 Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor.
5 Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis.
6 E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou o Senhor.
7 Profetizei, pois, como se me deu ordem. Ora enquanto eu profetizava, houve um ruído; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, osso ao seu osso.
8 E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles fôlego.
9 Então ele me disse: Profetiza ao fôlego da vida, profetiza, ó filho do homem, e dize ao fôlego da vida: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó fôlego da vida, e assopra sobre estes mortos, para que vivam.
10 Profetizei, pois, como ele me ordenara; então o fôlego da vida entrou neles e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo.
11 Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que eles dizem: Os nossos ossos secaram-se, e pereceu a nossa esperança; estamos de todo cortados.
12 Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu vos abrirei as vossas sepulturas, sim, das vossas sepulturas vos farei sair, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel.
13 E quando eu vos abrir as sepulturas, e delas vos fizer sair, ó povo meu, sabereis que eu sou o Senhor.
14 E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, o falei e o cumpri, diz o Senhor.
15 A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
16 Tu, pois, ó filho do homem, toma um pau, e escreve nele: Por Judá e pelos filhos de Israel, seus companheiros. Depois toma outro pau, e escreve nele: Por José, vara de Efraim, e por toda a casa de Israel, seus companheiros;
17 e ajunta um ao outro, para que se unam, e se tornem um só na tua mão.
18 E quando te falarem os filhos do teu povo, dizendo: Porventura não nos declararás o que queres dizer com estas coisas?
19 Tu lhes dirás: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu tomarei a vara de José, que esteve na mão de Efraim, e as das tribos de Israel, suas companheiras, e lhes ajuntarei a vara de Judá, e farei delas uma só vara, e elas se farão uma só na minha mão.
20 E os paus, sobre que houveres escrito, estarão na tua mão, perante os olhos deles.
21 Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu tomarei os filhos de Israel dentre as nações para onde eles foram, e os congregarei de todos os lados, e os introduzirei na sua terra;
22 e deles farei uma nação na terra, nos montes de Israel, e um rei será rei de todos eles; e nunca mais serão duas nações, nem de maneira alguma se dividirão para o futuro em dois reinos;
23 nem se contaminarão mais com os seus ídolos, nem com as suas abominações, nem com qualquer uma das suas transgressões; mas eu os livrarei de todas as suas apostasias com que pecaram, e os purificarei. Assim eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.
24 Também meu servo Davi reinará sobre eles, e todos eles terão um pastor só; andarão nos meus juízos, e guardarão os meus estatutos, e os observarão.
25 Ainda habitarão na terra que dei a meu servo Jacó, na qual habitaram vossos pais; nela habitarão, eles e seus filhos, e os filhos de seus filhos, para sempre; e Davi, meu servo, será seu príncipe eternamente.
26 Farei com eles um pacto de paz, que será um pacto perpétuo. E os estabelecerei, e os multiplicarei, e porei o meu santuário no meio deles para sempre.
27 Meu tabernáculo permanecerá com eles; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
28 E as nações saberão que eu sou o Senhor que santifico a Israel, quando estiver o meu santuário no meio deles para sempre.

Algumas pessoas têm desculpas...

É bom termos um dia para lembrarmos do nosso pai.
Só que quase nunca dizemos o quanto eles são importantes nas nossas vidas. Tem pessoas que não consegue dizer “Pai, eu te amo”.

O sermão de hoje fala de um grande pai: Abraão, um grande patriarca.

2.100 aC, Deus chama Abraão para restaurar e redimir a raça humana. Deus queria um homem que fosse seu amigo e desse homem Ele iria fazer uma nação: os israelitas. Uma nação que iria ensinar as outras nações e de onde viria Jesus Cristo.

Deus se revela a Abraão e mostra seus planos para ele (Gênesis 12).
Ele creu, juntou a família e saiu de UR (mais ou menos onde hoje é o Iraque) e vai para Canaã, a Terra Prometida. Ali ele ergueu um altar a Deus e continuou a sua caminhada.
Gênesis 12.10 – Abraão recebe uma chamada, uma semente, uma visão de Deus. Essa passa a ser a visão da sua vida e ele passa a viver para ela.

Abraão e sua família tinham convicção sobre a visão de Deus. Todos creram e foram em busca da benção. Só que foi ao contrário que aconteceu, havia fome! Para Abraão isso era muito significativo porque ele não sabia o que era fome, em sua terra ele era próspero. Ele deve ter achado estranho aquela fome, pois ele largou tudo para servir a Deus.

Provavelmente ele pensou em voltar, pois ele, sua família e seus animais saíram da abundância para a fome.
Isso já aconteceu com você? Deus te dá uma promessa e acontece ao contrário? Quem não questiona a Deus, numa situação como essa.

Alguns pastores, algumas pessoas fazem o que Abraão fez, largam tudo por Deus e aquilo que deveria ser benção, vira perseguição.

O tempo passa e Abraão começa a ser cobrado. A pessoa que recebe a visão de Deus é a responsável, é a cobrada.
Será que era de Deus mesmo? A gente veio, deixou tudo e agora essa fome? Abraão diante de tudo aquilo deve ter orado e buscado a Deus.

Nós temos uma tendência natural de agir precipitadamente quando estamos sob pressão. Isso também aconteceu com Abraão. Ele foi para o Egito, sem consultar a Deus e fez tudo errado, e com isso perdeu a chance de viver o sobrenatural de Deus.

Deus levou Abraão a um lugar onde não haveria outra fonte além de Deus. Com certeza o sobrenatural iria acontecer, o Senhor iria se manifestar ali.
Deus usa o sobrenatural para te suprir! Deus faz milagres para você!

Tudo piorou quando Abraão foi para o Egito. Lá a realeza estava procurando belas mulheres. É fato histórico que os egípcios não eram atraídos pelas mulheres egípcias e sim pelas estrangeiras.

Gênesis 12:10-20 - Abraão não era bobo e sabia da preferência dos egípcios, ele mentiu e mandou Sara dizer que ela era sua irmã. Descer para o Egito foi desobediência a Deus, e o Senhor desmascarou a mentira e mostrou para Faraó que Abraão tinha mentido. É sempre assim, saiu da presença de Deus e “a casa cai”.
Apesar da desobediência de Abraão, Deus mostrou misericórdia e graça e perdoou Abraão. Deixou ele sair vivo e com a sua esposa.

Deus te chamou para ser filho. Se o filho erra o pai deixa de amá-lo?
Ele te deu a vida eterna... Ele prometeu te amar... Ele prometeu te proteger.
As decisões erradas que tomamos geram conseqüências. Se você ama a Deus, você não pode ficar mandando sempre Jesus para cruz. Você não pode voltar para o “vômito” de onde você saiu e nem pode voltar para aquilo que Deus mandou você abandonar.

Algumas pessoas têm desculpas para as suas próprias mentiras e para seus pecados. Há pessoas que estão em desobediência, estão em pecado e dizem: Deus está me usando, Ele está comigo, Ele tem me abençoado, quando na verdade, Deus não está com você, Ele tem é misericórdia de você.

Hebreu 11 – Galeria dos heróis da fé.
Abraão foi o único que não fez milagres, que não pregou que não teve ministério. O que ele fez para estar nessa galeria? A Bíblia diz que Abraão creu e porque ele creu, ele obedeceu.
Não é o que você faz para Deus que é o certo, é o quanto você obedece a Ele. Quem ama obedece.
Abraão aprendeu a lição: saiu do Egito e voltou para a Terra Prometida. Gênesis 13:3-4

Abraão e Sara estavam começando sua jornada com Deus. Eles erraram, mas Deus os ajudou a chegar ao centro da vontade Dele e eles aprenderam com os erros.
Nessa vida, nós temos também aprendido. Nós vamos errar sim, mas temos que tentar acertar.
Sobre nós está o Espírito Santo de Deus e por isso temos que buscar qual o caminho certo a seguir.
Faça o que Abraão fez, erga um altar (de oração e adoração, não é literal) a Deus no seu quarto, na sua casa, e procure a voz de Deus e a Sua orientação.

O coração do homem é enganoso e corrupto. Cuidado com as emoções!

Algumas pessoas falam que largaram tudo e fizeram o que Deus queria. Dão o dízimo, as ofertas, mas estão passando fome, e necessidades.
O que está acontecendo? Não estou vivendo o sobrenatural!
Deus é misericordioso e o sobrenatural irá acontecer. Ele quer usar o sobrenatural para que todos vejam que Ele é Deus.
Busque, ore, adore e espere no Senhor.

Muitos dizem: “Pastor errei e estou no Egito; pensei que ia matar a minha fome, mas estou todo enrolado”.
Volte, se arrependa, se concerte com Deus e foge da falsa graça.

Há pessoas que estão se afastando de Deus, porque acreditam na falsa graça, como Abraão acreditou. Ele achou que ao ir para o Egito e a fome passaria.

Clame ao Senhor e Ele dará a direção certa a seguir. Tem coisas que a gente não tem coragem de falar. Coisas que de tanto temor que temos a Deus, não queremos verbalizar a nossa insatisfação.
Não dá para contar para ninguém, mas o teu Deus sonda os teus pensamentos e diz que essa fome é proposital, porque é nessa fome que você vai buscá-Lo, vai estar sensível a sua voz e Ele vai te moldar, te dar o caráter de Cristo e vai te ensinar a amar como Jesus amou.

A mão de Deus irá te renovar!

Deus abençoe
Ap. Rina

quinta-feira, 21 de julho de 2011

EZEQUIEL 36



1 Tu, ó filho do homem, profetiza aos montes de Israel, e dize: Montes de Israel, ouvi a palavra do Senhor.
2 Assim diz o Senhor Deus: Pois que disse o inimigo contra vós: Ah! ah! e: As alturas antigas são nossas para as possuirmos;
3 portanto, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Porquanto, sim, porquanto vos assolaram e vos devoraram de todos os lados, para que ficásseis feitos herança do resto das nações, e tendes andado em lábios paroleiros, e chegastes a ser a infâmia do povo;
4 portanto, ouvi, ó montes de Israel, a palavra do Senhor Deus: Assim diz o Senhor Deus aos montes e aos outeiros, às correntes d'água e aos vales, aos desertos assolados e às cidades desamparadas, que se tornaram presa e escárnio para o resto das nações que estão ao redor delas;
5 portanto, assim diz o Senhor Deus: Certamente no fogo do meu zelo falei contra o resto das nações, e contra todo o Edom, que se apropriaram da minha terra, com toda a alegria de seu coração, e com menosprezo da alma, para a lançarem fora a rapina;
6 portanto, profetiza sobre a terra de Israel, e dize aos montes e aos outeiros, às correntes d'água e aos vales: Assim diz o Senhor Deus: Eis que falei no meu zelo e no meu furor, porque levastes sobre vós o opróbrio das nações.
7 Portanto, assim diz o Senhor Deus: Eu levantei a minha mão, jurando: Certamente as nações que estão ao redor de vós levarão o seu opróbrio sobre si mesmas.
8 Mas vós, ó montes de Israel, vós produzireis os vossos ramos, e dareis o vosso fruto para o meu povo de Israel, pois já está prestes a vir.
9 pois eis que eu estou convosco, e eu me voltarei para vós, e sereis lavrados e semeados;
10 e multiplicarei homens sobre vós, a toda a casa de Israel, a toda ela; e as cidades serão habitadas, e os lugares devastados serão edificados.
11 Também sobre vós multiplicarei homens e animais, e eles se multiplicarão, e frutificarão. E farei que sejais habitados como dantes, e vos tratarei melhor do que nos vossos princípios. Então sabereis que eu sou o Senhor.
12 E sobre vós farei andar homens, o meu povo de Israel; eles te possuirão, e tu serás a sua herança, e nunca mais os desfilharás.
13 Assim diz o Senhor Deus: Visto como vos dizem: Tu devoras os homens, e tens desfilhado a tua nação;
14 por isso tu não devorarás mais os homens, nem desfilharás mais a tua nação, diz o Senhor Deus.
15 Não te permitirei ouvir mais a afronta das nações; e não levaras mais sobre ti o opróbrio dos povos, nem farás tropeçar mais a tua nação, diz o Senhor Deus.
16 Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
17 Filho do homem, quando a casa de Israel habitava na sua terra, então eles a contaminaram com os seus caminhos e com as suas ações. Como a imundícia de uma mulher em sua separação, tal era o seu caminho diante de mim.
18 Derramei, pois, o meu furor sobre eles, por causa do sangue que derramaram sobre a terra, e porque a contaminaram com os seus ídolos;
19 e os espalhei entre as nações, e foram dispersos pelas terras; conforme os seus caminhos, e conforme os seus feitos, eu os julguei.
20 E, chegando às nações para onde foram, profanaram o meu santo nome, pois se dizia deles: São estes o povo do Senhor, e tiveram de sair da sua terra.
21 Mas eu os poupei por amor do meu santo nome, que a casa de Israel profanou entre as nações para onde foi.
22 Dize portanto à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Não é por amor de vós que eu faço isto, o casa de Israel; mas em atenção ao meu santo nome, que tendes profanado entre as nações para onde fostes;
23 e eu santificarei o meu grande nome, que foi profanado entre as nações, o qual profanastes no meio delas; e as nações saberão que eu sou o Senhor, diz o Senhor Deus, quando eu for santificado aos seus olhos.
24 Pois vos tirarei dentre as nações, e vos congregarei de todos os países, e vos trarei para a vossa terra.
25 Então aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias, e de todos os vossos ídolos, vos purificarei.
26 Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.
27 Ainda porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis as minhas ordenanças, e as observeis.
28 E habitareis na terra que eu dei a vossos pais, e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus.
29 Pois eu vos livrarei de todas as vossas imundícias; e chamarei o trigo, e o multiplicarei, e não trarei fome sobre vós;
30 mas multiplicarei o fruto das árvores, e a novidade do campo, para que não mais recebais o opróbrio da fome entre as nações.
31 Então vos lembrareis dos vossos maus caminhos, e dos vossos feitos que não foram bons; e tereis nojo em vós mesmos das vossas iniqüidades e das vossas abominações.
32 Não é por amor de vós que eu faço isto, diz o Senhor Deus, notório vos seja; envergonhai-vos, e confundi-vos por causa dos vossos caminhos, ó casa de Israel.
33 Assim diz o Senhor Deus: No dia em que eu vos purificar de todas as vossas iniqüidades, então farei com que sejam habitadas as cidades e sejam edificados os lugares devastados.
34 E a terra que estava assolada será lavrada, em lugar de ser uma desolação aos olhos de todos os que passavam.
35 E dirão: Esta terra que estava assolada tem-se tornado como jardim do Eden; e as cidades solitárias, e assoladas, e destruídas, estão fortalecidas e habitadas.
36 Então as nações que ficarem de resto em redor de vós saberão que eu, o Senhor, tenho reedificado as cidades destruídas, e plantado o que estava devastado. Eu, o Senhor, o disse, e o farei.
37 Assim diz o Senhor Deus: Ainda por isso serei consultado da parte da casa de Israel, que lho faça; multiplicá-los-ei como a um rebanho.
38 Como o rebanho para os sacrifícios, como o rebanho de Jerusalém nas suas solenidades, assim as cidades desertas se encherão de famílias; e saberão que eu sou o Senhor.

Posso comprar uma hora do seu tempo?

 
"Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem  negado a fé, e é pior que um incrédulo" I Timóteo 5:8
 
Um homem chegou tarde do trabalho em casa.
 
Cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta.
 
Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?  O que é? - respondeu o homem.
"Pai, quanto você ganha em uma hora?  Isso não é da sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas? o homem disse agressivo. 

Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?

  Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora.

Ah... o menino respondeu, com sua cabeça para baixo.
  
Pai, pode me emprestar R$ 25,00?

O Pai ficou furioso,

Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso? Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama. Pense sobre o quanto você está sendo egoísta. Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades. 
O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.
 
O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.
  
Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro?

 
Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar.
Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência.

O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta.
 
Você está dormindo, meu filho?, Ele perguntou.

Não pai, estou acordado, respondeu o garoto.
Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco afirmou o homem. Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão os R$ 25 que você me pediu.
O menino se levantou sorrindo.

Oh, obrigado pai! grito.

Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados. 
  O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente.

O menino lentamente contou o seu dinheiro, em seguida olhou para seu pai.
 
Por que você quer mais dinheiro se você já tinha? - Gruniu o pai. 
Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho respondeu o menino. Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de jantar com você.

O pai se sentiu destroçado...

Ele colocou seus braços em torno de seu filho, e pediu o seu perdão.

E apenas uma pequena lembraça a todos nós que trabalhamos arduamente na vida.

Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente importam para nós, os que estão perto de nossos corações.

Não se esqueça de compartilhar esses R$ 50,00 no valor do seu tempo com alguém que você ama.

Se morrermos amanhã, a empresa para o qual estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de horas.

Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas.
Colaboração de um Amigos de Deus Carlos Augusto