Loading...
Loading...
Loading...
Loading...

UBE

Loading...
Loading...

Rosas pra você

Loading...

online

Loading...

ELE É...O MEU DEUS DO IMPOSSÍVEL...

Loading...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Estou fazendo uma tigela para você e para a mamãe comerem, quando eu crescer.

"Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles" Mateus 7.12 

Um senhor de idade foi morar com seu filho, a nora e o netinho de 4 anos de idade. 

As mãos do velho eram trêmulas, sua visão, embaçada, e seus passos, vacilantes. 

A família comia reunida à mesa. 

Mas, as mãos trêmulas e a visão falha do avô atrapalhavam na hora de comer. 
Quando pegava o copo, o leite era derramado na toalha da mesa e o filho e a nora irritavam-se com a bagunça. 
Então  decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha. 
Ali, o avô comia sozinho, enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação e, desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida passara a ser servida numa tigela de madeira. 
Quando a família olhava para o avô sentado ali, sozinho, às vezes via lágrimas correndo de seus olhos. 
Mesmo assim, as únicas palavras que lhe dirigiam eram admoestações ásperas - especialmente quando deixava um talher ou a comida cair ao chão. 

Seu netinho, o menino de 4 anos de idade, assistia a tudo em silêncio. 
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que ele estava no chão, montando algo com pedaços de madeira, então perguntou delicadamente o que estava fazendo. 

O menino respondeu, docemente: 

Estou fazendo uma tigela para você e para a mamãe comerem, quando eu crescer. 

E continuou trabalhando em sua tigela. 

Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que ficaram mudos. 
Caindo em si, lágrimas começaram a correr de seus olhos. 
Embora ninguém tivesse falado nada, o casal sabia o que precisava ser feito: naquela mesma noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família. 
Dali para frente e até o final de seus dias, o velhinho comeu todas as refeições com a família. 
E, por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, o leite era derramado ou a toalha da mesa sujava com o caldo de feijão.
Tenhamos uma ótima semana com as Bênçãos de Deus em nossas Vidas 
 
Desconheço o Autor
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE,SUA OPINIÃO SÓ VAI MELHORAR ESSE BLOG.
OBRIGADO